Projeto Pró-Catador é um incentivo aos catadores de materiais recicláveis

unnamed (6)

O projeto Pró-Catador, desenvolvido pelo Governo do Estado, tem como objetivo ampliar a geração de renda nas cooperativas e grupos econômicos solidários de catadores de materiais recicláveis no estado.

Inicialmente, o projeto acontece nos municípios de São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Tutóia, Barreirinhas, Viana, Santa Luzia do Tide, Santa Inês, Balsas, Bacabal, Codó, Caxias, Imperatriz, Açailândia e Chapadinha. Os municípios foram definidos por já contar com vários grupos de catadores de matérias recicláveis, como explica a secretária adjunta de Economia Solidária, Nilce Cardoso. “Nesta primeira edição do projeto, priorizamos estas cidades onde têm uma grande predominância de grupos e famílias tirando o seu sustento dos aterros sanitários”, destacou.

Por meio do Pró-Catador, cooperativas de materiais recicláveis dos municípios atendidos pelo projeto, vão receber formações e capacitações para a gestão e desenvolvimento de grupos produtivos, assim também como equipamentos necessários para o trabalho e manejo na coleta seletiva, como Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e maquinários específicos.

Na Ilha de São Luís, o projeto acompanha três cooperativas. Uma delas é a Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis de Paço do Lumiar (Coopcare), localizada na rodovia MA- 204, no município de Paço do Lumiar.

Um dos fundadores da cooperativa, Valdemilson Santos, 58 anos, mostra com orgulho, o trabalho desenvolvido pelo empreendimento e fala sobre as perspectivas de desenvolvimento a partir dos conhecimentos e equipamentos ofertados pelo projeto Pró-Catador. “Com as capacitações aprendemos mais sobre a tecnologia da reciclagem. Com a chegada dos equipamentos, vai facilitar ainda mais a nossa vida, porque vamos prensar, organizar o material e poder vender por um preço melhor; isso vai gerar mais renda para nós da cooperativa”, ressalta.

A presidente da Coopcare, Deusiane Santos, relata que os equipamentos do projeto Pró-Catador vai melhorar o processo de produção da cooperativa, que atualmente é realizado de forma totalmente manual, o que dificulta a comercialização. “Com os equipamentos que vamos receber do projeto Pró-Catador, vamos melhorar nossa produção e agregar valor ao nosso trabalho. Com isso, teremos mais condições de negociar com compradores e obter mais lucro para todos os cooperados”, destaca.

O secretário de Estado do Trabalho e da Economia Solidária, Jowberth Alves, destacou a importância do trabalho desenvolvido pelos grupos de catadores como alternativa para a geração de renda no estado, bem como a relevância do projeto Pró-Catador nesse contexto. “Este é um trabalho valoroso que, além de gerar renda, cuida do meio ambiente e do bem estar social. Neste cenário atual no país de precarização do emprego formal, o cooperativismo e associativismo é uma alternativa para a geração de trabalho. Com o Pró-Catador, nossa meta é promover o fortalecimento destes grupos como uma potencialidade econômica e social de desenvolvimento e promoção de trabalho e renda no estado’’, ressaltou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s