Recurso para funcionamento de serviços do Hospital Aldenora Bello é garantido pelo governo

unnamed (5)

O Governo do Estado garantiu, nesta segunda-feira (8), recursos para a manutenção do Serviço de Pronto Atendimento (SPA), atendimento domiciliar, tratamento da dor e cuidados paliativos realizados pelo Hospital do Câncer Aldenora Bello (HCAB). O anúncio ocorreu após reuniões realizadas na sede da Secretaria de Estado de Saúde (SES), com participação de representantes do órgão estadual, do Ministério Público, da Fundação Antonio Dino (mantenedora) e deputados.

“Temos que buscar sempre o que é melhor para a população, que neste caso era a não paralisação desses serviços. Hoje, garantimos recursos para que não feche. Nos últimos anos, o Estado foi parceiro do Hospital Aldenora Bello, que não é público, mas sempre teve apoio do Governo, porque foi o primeiro a oferecer tratamento de câncer no estado”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Segundo o vice-presidente da Fundação Antonio Dino e um dos diretores do HCAB, Antonio Dino Tavares, os setores que estavam ameaçados de serem suspensos são custeados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), porém o valor é insuficiente para manutenção. “Viemos pedir ao Governo do Estado para nos ajudar, o que já foi feito em outras situações. Não vamos mais fechar, o secretário Carlos Lula nos atendeu muito bem e veio nos ajudar. A população pode ficar tranquila”, afirmou.

A promotora de justiça titular da 2ª Promotoria de Justiça especializada na Defesa da Saúde, Glória Mafra, acompanhou a reunião. “Estamos em busca da melhor assistência para população. O que buscamos é que estes convênios sejam bem adequados à legislação, para que se possa ter assistência e uma boa aplicação dos recursos públicos”, ressaltou.

O deputado federal Eduardo Braide acompanhou parte das tratativas nesta segunda. “O que a gente percebe é uma disposição de todas as partes. Isso é o mais importante. Esses serviços não podem ser suspensos. Acredito que tudo será resolvido de maneira positiva, com os pacientes tendo seus atendimentos em dia”, comentou.

Para o deputado estadual Dr. Yglésio, a solução encontrada é a mais adequada. “Vimos uma disposição da secretaria em resolver o problema. Hoje, o SUS passa por uma crise de financiamento e a SES se dispôs a buscar solução. Está aqui a prova disso”, disse.

Convênios

Desde 2015, a SES celebrou convênios com o HCAB no valor total de R$ 5.250.000. Dentre eles, aquele para a compra de um acelerador linear, que ampliará o serviço de radioterapia para tratamento de pacientes oncológicos no Maranhão.

Além destes, a mantenedora do hospital , Fundação Antonio Dino, recebeu R$ 3.173.718,02 do Fundo Estadual de Combate ao Câncer, para manter em funcionamento os serviços prestados pela unidade de saúde. O recurso era referente à arrecadação de janeiro a maio daquele ano através de alíquotas de impostos sobre cigarros e bebidas no Maranhão.

O Estado também custeará 60% das despesas operacionais do tratamento de iodoterapia – indicado para pacientes diagnosticados com câncer na tireoide – realizado pelo Hospital Aldenora Bello.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s