Tarifa da conta de água tem reajuste sem aviso ao consumidor

1492590539-873668333-747x429

São tantas as reclamações à Companhia de Água e Esgoto do Maranhão (Caema), que basta uma tarde em um de seus atendimentos para saber o quanto seu sistema e sua organização têm sido falhos e beira a irresponsabilidade para com os seus consumidores.

Além do desserviços que a companhia faz e do péssimo atendimento, a Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Público (MOB) reajustou a tarifa de água da Caema em 22,33% no mês de janeiro.

A resolução foi publicado no Diário Oficial do Estado em 9 de janeiro de 2019 e entrou em vigor em fevereiro. Mesmo com a Nota de Esclarecimento no mural da sede da companhia, milhares de consumidores não foram avisados do reajuste. A Caema deveria comunicar através de um veículo de comunicação de massa, o reajuste da tarifa. Somente no mês de abril que o consumidor foi perceber no bolso o aumento na conta de água.

Enquanto isso, o Instituto Trata Brasil – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público formada por empresas do setor de saneamento e proteção de recursos hídricos – divulgou uma ampla rede de dados sobre saneamento básico no país. Os números vão até 2017 e apontam queda nos serviços de água e esgoto no Maranhão.

Dados

Enquanto os serviços de água e esgoto tiveram redução, a tarifa média cobrada por esses serviços aumentaram no Estado. Somando os três últimos anos pesquisados, o resultado da tarifa média por m³ da coleta da esgoto, água e serviços de saneamento subiu R$ 3,58.

Dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) apontaram, por exemplo, em relação ao tamanho da rede de distribuição de esgoto no Maranhão, houve queda de 25% em três anos. São quase 400 km a menos. O levantamento também apontou que 73 pessoas morreram vítimas de doenças de veiculação hídrica e que jovens maranhenses sem acesso a saneamento básico atrasam quase dois (1,81) anos na escola.

A Caema informou que de 2015 a 2018 já investiu 170 milhões de reais na melhoria do saneamento básico, com implantação de redes coletoras, estações elevatórias e de tratamento de esgoto. A companhia disse ainda que, em julho, vai inaugurar a estação do Anil, que, somada às já existentes, vai aumentar a coleta para 60% de esgoto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s