O solitário discurso do deputado Yglésio na tribuna da Assembleia Legislativa

WhatsApp Image 2019-05-08 at 18.55.15

Após a votação, aprovada pela maioria dos parlamentares, do Projeto de Lei nº 129/2019, que autoriza o poder executivo a contratar a operação de crédito, o deputado dr. Yglésio ficou a ver navios em seu discurso na tribuna sobre o corte das verbas nas universidades brasileiras.

Assim que acabou a votação, realizada hoje (08), praticamente todos os deputados esvaziaram suas cadeiras. O presidente da casa, Othelino Neto, teve que se retirar para receber em seu gabinete a visita do comandante-geral da Polícia Militar (PMMA), coronel Ismael Fonseca, acompanhado do subcomandante da PMMA, coronel Pedro Ribeiro. A conversa foi sobre o trabalho que está sendo feito na segurança pública do estado e o apoio que a Alema continuará dando à instituição.

Os demais deputados foram se retirando aos poucos, deixado o plenário praticamente vazio. Com pareceres favoráveis das comissões de Constituição, Justiça e Cidadania e Comissão de Orçamento, Finanças, Fiscalização e Controle foi permitido ao Estado que faça mais empréstimos, desta vez, no valor de R$ 623 milhões para pagar precatórios.

Abatedouros

Na última terça-feira (7), o deputado Dr. Yglésio, conseguiu mais audiência durante a sessão, pois como presidente da Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional da Assembleia Legislativa, o parlamentar levantou a questão da problemática dos abatedouros no Maranhão. Clandestinidade, regularização, posicionamentos favoráveis à implantação do Sistema Unificado de Atenção de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF/MA), foram os temas abordados.

Foi ressaltado a necessidade da conscientização sobre o não consumo da carne “quente”, por uma questão de saúde, pois assim aumentam os riscos de contaminação e o calor, por falta de refrigeração, facilita a proliferação de bactérias que podem levar a graves problemas de saúde.

O parlamentar ainda citou a importância da realização de audiências públicas regionais para solucionar, também, um dos problemas com o abate de gado no Maranhão, que é a necessidade da criação de consócios ente municípios, para solucionar problemas de regiões onde não existe gado suficiente para o abate.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s