Pesquisadores da Universidade de Tóquio visitam os laboratórios do Lacen

unnamed (1)

Pesquisadores das Universidades de Tóquio (Japão) e Wisconsin (EUA), e da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Botucatu, conheceram, nesta quinta-feira (30), os laboratórios de imunologia, biologia molecular e o recém-entregue laboratório de raiva do Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen). Na visita de cortesia, os cientistas conversaram sobre as análises realizadas no local e sobre possíveis parcerias para o desenvolvimento da ciência.

“Foi uma grata satisfação recebê-los aqui. Uma solicitação do secretário de saúde, Carlos Lula, e o próprio governador, Flávio Dino, é que a gente amplie a pesquisa dentro do laboratório central. Talvez a gente consiga fechar, mais para frente, parcerias tanto com a Unesp, quanto com os pesquisadores do Japão. São novas possibilidades que se abrem”, ressaltou o diretor do Lacen, Luiz Fernando Ramos.

Os cientistas da Universidade de Tóquio, que também possuem vínculo com a Universidade de Wisconsin, desenvolvem pesquisas de diversas doenças, uma delas desenvolve uma vacina para o Ebola. “Achamos um bom laboratório, com boa estrutura, organizado e limpo”, disseram os japoneses Tadashi Maemura e Tokiko Watanabe.

Da mesma universidade, veio o brasileiro Tiago Lopes. “Deu uma sensação de alívio tremenda ver que tem uma estrutura bem legal. Tem lugar para fazer o processamento das amostras, tem lugar para guardar essas amostras. É muito bom ter esse serviço para a população, que faz diagnóstico rápido”, destacou o pesquisador.

Professor da Unesp – Botucatu, Mateus Mioni, também ficou impressionado com a estrutura e já pensa em parcerias futuras para desenvolver com o laboratório. “O Lacen está realmente preparado para fazer pesquisas de ponta, que possam contribuir de forma significativa para o controle de enfermidades da sociedade maranhense e toda vigilância de doenças do país. Já conversei com pessoas daqui para estabelecermos parcerias para o estudo molecular da raiva e de outras doenças”, afirmou.

A visita foi acompanhada também pelos professores da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Francisco Borges e Andrea Costa, e Eric Takashi, da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED-MA). (Fonte: SES)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s