Oposição tenta emplacar emenda que garantiria reajuste para toda a classe dos professores

Os deputados César Pires (PV), Adriano Sarney (PV) e Wellington do Curso (PSDB) tentaram emplacar a Emenda 001, que previa reajuste de 17% para todas as classes do Magistério, preservando a mesma estrutura de reajuste prevista na Medida Provisória 272/2018, mas foi esmagada pela bancada do governo.

Para Wellington do Curso, que ocupou boa parte da tribuna para defender a sua Emenda “Este projeto é ilegal, é imoral e os professores não foram consultados nem ouvidos”, afirmou. Os demais deputados de oposição também ocuparam a tribuna e criticaram a proposta encaminhada à Assembleia Legislativa pelo governador Flávio Dino.

Para Adriano Sarney não se está cumprindo o que a medida provisória estabeleceu em 2018, aprovada pela Assembleia. “Na época, votamos e aprovamos e, hoje, não estamos cumprindo o que essa medida provisória estabeleceu. Que incoerência é essa que, em 2018, aprovamos uma lei enviada pelo Executivo e agora estamos aprovando outra lei, contrariando o que aprovamos há dois anos?”, questionou.

O deputado César Pires também criticou a proposta do governo e defendeu, na tribuna, a concessão de um reajuste de 17% para todas as classes, preservando a mesma estrutura de reajuste da Medida Provisória 272/2018. O parlamentar argumentou que a Medida Provisória 272/2018 previa uma regra para os aumentos e os reajustes dos professores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s